Xiaomi cria marca de carros e deve produzir SUVs elétricos
6 jul

Xiaomi cria marca de carros e deve produzir SUVs elétricos

Em junho, a gigante da área de tecnologia registrou uma nova empresa na China. A tradução do nome é, literalmente “Xiaomi Automobile Alliance”. Embora não haja detalhes sobre a nova empreitada, há indícios claros de que a empresa prepara novidades.

Xiaomi equipou SUV da Bestune

No ano passado, a empresa revelou o Redmi SUV, modelo desenvolvido em parceria com a também chinesa Bestune. O modelo, cujo nome é T77, ganhou uma versão especial com tecnologias da Xiaomi. Entre os destaques, o sistema multimídia do SUV pode, por exemplo, controlar remotamente outros aparelhos da Xiaomi.

É o caso de aparelhos eletrônicos e eletrodomésticos. O usuário pode, por exemplo, ajustar a temperatura do ar-condicionado da residência e outros equipamentos, como microondas e cafeteira. Trata-se de um recurso parecido com o oferecido pelo Alexa, assistente pessoal da norte-americana Amazon.

A marca chinesa vem investindo pesado no desenvolvimento de inteligência artificial. Isso significa que os prováveis novos carros da Xiaomi terão forte apelo tecnológico. O Redmi SUV traz até uma assistente pessoal com representação holográfica no painel.

Carros serão elétricos

O porte do SUV chinês é parecido com o de um Jeep Compass. O modelo tem motor a combustão com 143 cv de potência. Mas a aposta é que os carros da nova divisão de veículos da Xiaomi tenham propulsão 100% elétrica.

Há sinais claros apontando nessa direção. Em 2017, por exemplo, a empresa chinesa entrou com um pedido na Índia para venda de veículos elétricos naquele país. Além disso, no mercado chinês todas as marcas focam modelos elétricos. Os carros com motor a combustão são sobretaxados na China e, além de a obtenção de licenciamento ser mais demorada, também é mais cara.

VOLTAR AO INÍCIO